Escola de Belas-artes (Jacques Prévet)

Escola de Belas-artes (Jacques Prévet)

Numa caixa de palha trançada
O pai escolhe uma bolinha de papel
E a joga
Num pote d'água
Diante dos filhos intrigados
Surge então
Multicor
A grande flor japonesa
O nenúfar instantâneo
E as crianças emudecem
Maravilhadas
Depois disso nunca mais em sua lembrança
Essa flor há de murchar
Essa súbita flor
Feita para eles
Num piscar de olhos
Diante deles.

Pezinho de anjo! rsrsrsrs


Bastidores do filme sobre economia de água





A cor de tudo







O Velho da Lua

Conta uma lenda oriental, que vive na lua um velho. Ele sai todas as noites a procura de almas que estão predestinadas a unir-se aqui na terra. Quando as encontras amarra um laço de fita vermelha para que não se percam...
Conta a lenda, que as pessoas estão predestinadas a se reconheceram por estes laço amarrado ao dedo. Este laço vermelho é invisível e permanece ligando ambas as pessoas apesar do tempo, do lugar, da distância, das circunstâncias... E que este laço vermelho, pode enrolar, desfiar mas nunca se rompe...
Talvez hoje em dia o laço vermelho tenha sido substituído pelas redes sociais. Talvez... Porém como filha da fantasia continuo acreditando no Ve
lho da Lua.