Meus encontros e meus velhos amores!


Como dizia Picasso: Na arte a gente não procura a gente acha. É assim a vida de um artista de encontros. Isso não afasta o estudo, a pesquisa e uma forte dose de imaginação e criatividade. Todas dependem de muito empenho. Quando chega ao fim um ciclo é inevitável um artista voltar os olhos para o passado, não com saudosismo e nostalgia mas para admirar-se do caminhos por onde andou...Muito Boa Noite!

Nenhum comentário: