Azul...


Azul 

é a cor dos poetas, dos sentimentos e, da lata do creme Nívea.
É a cor da grandeza, das ideias, da distância e da saudade.
Do divino, do reino de Júpiter e da Virgem Maria.

Azul é a cor do manto real, dos uniformes dos operários e das fardas dos soldados. É a cor do lago das ninfeias de Monet, das madonas e do céu estrelado de Van Gogh.

Azul é a cor do infinito... do profundo, da Terra e dos oceanos.
Do fim de semana, do Jeans e do Happy hour.
É a cor dos miosótis, da safira e do anil.

Azul é a cor da Blue Moon, do celeste e de Vermeer.
Do céu, da fidelidade... é a cor de sagitário - de menino,
de Ives-Klein e da Rhapsody in blue.
E na profundidade, todas as cores se dissolvem no azul. MC



Hibísco


Com licença do Sr. Picasso


Vermelho


Vermelho

.. é a cor da paixão, da dor e do ódio. Do proibido, do coração, do sangue e da guerra. É a cor do erotismo, do amor e do cravo. Da liturgia, dos cardeais, da Scralett O’Hara e do Boi Garantido de Parintins.

Vermelho é a cor da argila, do vinho e da açucena. Da joaninha, dos corais e do Natal. É a cor do ambiente de Henry Matisse, de Alexander Calder e da igreja católica. É a cor de Carmem, de Carmina Burana e da vida.

É a cor do cádmio, da China, do caranguejo e dos vestidos de Valentino. Do morango, da maça e do tomate. Da pimenta, do rubi e signo de Escorpião.

É a cor da agressividade, da coragem e do reino de Marte, do inferno e da Ferrari. Se vermelho é a cor do deus Eros é também é a cor Philia , em diferentes tonalidades.
É a cor do “tapete Vermelho” e da Rita Lee. E... Vermelho é simplesmente a cor das cores.