Pular para o conteúdo principal

Lenda Chinesa: O Velho da Lua

Conta uma lenda oriental, que vive na lua um velho. Ele sai todas as noites a procura de almas que estão predestinadas a unir-se aqui na terra. Quando as encontras amarra um laço de fita vermelha para que não se percam...

Conta a lenda, que as pessoas predestinadas se reconheceram por estes laço amarrado ao dedo mínimo. Este laço vermelho é invisível e permanece ligando ambas as pessoas apesar do tempo, do lugar, da distância, das circunstâncias...

Conta a lenda que o laço vermelho, pode enrolar, desfiar mas nunca se rompe...

Comentários

milu disse…
Linda lenda!Meu dedinho esta bem amarrado...kkkkk Bjs.
Márcia Basílio disse…
Maria Cininha,
Não sei por quem o velho da lua amarrou a fita no meu dedinho, mas espero ainda encontrar... rsrsrs. Adorei a lenda, mais ainda a sua colagem da moça dos corações. Acho que já te falei antes, mas vale falar novamente: adoro seus trabalhos, são todos lindos e cheios de vida.
Bjs e tenha um dia muito especial
Sweet and lovely motive ! beautiful green and red on white !
Regina disse…
Você ficando impossível não visitar o seu blog todos os dias, além de suas colagens adoráveis, agora ficamos conhecendo sobre deliciosas lendas orientais. Bom demais vir te visitar.
Eu não tenho mais palavras para elogiar suas colagens. Cada uma delas, cada detalhe, tudo com muito encanto. Consigo ver o seu carinho em cada uma delas.
Beijinhos, e boa noite.
Ernesto y Felisa disse…
I loved the tale of the red thread, It's the beginning of my blog, and I hope this red thread find soon our dauhter or son in China.
(See in my blog the animation of Ernesto: "peripecias de un hilo rojo", on the right top in the blog, I thik you'll like it)
Warm hug
I loved this "lenda chinesa" illustration, it's nice and so sweet.
Felisa
SONIA DE SÁ disse…
Cininha,
Um bom dia de luz!
Gostaria de lhe dizer que SOU MAIS
VOCÊ.

Estou trabalhando muito e sem tempo para lhe visitar. As minhas
postagens estavam atrasadas. Estão
quase em dia, agora. Acho que vou passar o dia por aqui. Tenho muita coisa para comentar.rsrsrs

Estou adorando os posts com historinhas, pois valorizam ainda mais suas criações.Por falar nisso,
este post está adorável. Ah! Eu estou com um laço de fita vermelha,
enorme, amarrado no meu dedo mindinho.
VOLTO DEPOIS. AINDA HOJE.
um bj
Sonia de Sá
quartosdebebebysoniadesa.blogspot.
com
Milhões de lacinhos vermelhos enrolados por aí..rs...idéia meiguinha demais,como vc...beijos vermelhos.
GIL disse…
Não conhecia suas colagens...muito boas....bjks...Gil
O que poderia ser tão bonito e tão doce? Sua interpretação da legenda. Bela!!

Muitos beijos. Espero que a fita pode se reunir ainda estamos longe, cruzando os oceanos e nunca quebra!
jeito simples disse…
Oi Cininha...
Que docura.A julgar pela lenda, penso que temos este laço vermelho, pois sinto você bem perto...
Bjos
Audeni disse…
Oi, vim lhe agradecer a visita ao blog.

Agora - 23:48 h - minha filharada de cachorros estão dormindo, e eu tenho paz e silêncio p/ ver e escrever a vontade.
Já lhe fiz uma breve visita, acredito que no mês passado, mas estava na correria e não pude desfrutar como gostaria.

Estou AMANDO SEU TRABALHO, "O Velho da Lua" me emocionou, achei lindo, que bom num mundo onde a vida parece estar valendo tão pouco, ainda existir uma pessoa com a sua sensibilidade.


Ah, e parabéns pela Lua.


Beijos


Audeni
bicocacolors disse…
esta es linda linda lindiiiisima!
Bela disse…
Lindos!!!!!!!!! Trabalho e lenda!
Vc tem mãos perfeitas!
Beijos!!
Bela
Mariacininha disse…
Obrigado a todos e todas pelos comentários preciosos.
Tina Bau Couto disse…
Posso levar essa lenda lá pro blog?
Tem fitas coloridas amarradinhas no meio do nó de nossos laços, no meu, no seu eno de Norminha, como cordinha de caranguejo, amarrei até agora uma do Bonfim em cada um pra abençoar e enfeitar mais um pouquinho :)

Postagens mais visitadas deste blog

7 de janeiro dia do Leitor

Hoje é dia do leitor. E, nós independente dos livros somos leitores da vida, das relações humanas, da natureza. Recentemente desenvolvemos outra forma de leitura, a virtual. Quando ocorre a empatia, a aproximação, mesmo de longe aprendemos a ler o outro, a sentir... Descobrimos importâncias e desimportâncias. Descobrimos afetos, amor, amizade, admiração ou nos descobrimos tendo apenas a função de um acessório. Descobrimos, artimanhas, manobras, inveja, a maldade e a vaidade a toda prova. Em compensação descobrimos pares, e amizades que se materializam no real.Temos uma vida dois, igual a real, na tela do computador, e por isso dia a dia temos que desenvolver mais uma forma de leitura.
Amo esse texto do Mia Couto que fala sobre o leitor. No dia do leitor... Não Sabemos Ler o Mundo
Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sina…

Contém Maria

Estava indo tudo bem, até eu descobrir que as Marias ficariam encantadoras em caderninhos tipo Moleskine. Ganharam complementos, que extrapolam o tamanho do caderninho. Mas, esta é a intenção, ficar no espaço, ganhar asas e também deixar entrar o que chegar... Mas, e agora como guardar sem estragar, sem amassar? Simples, ganhou uma caixa. E assim, de simples em simples eu complico. Rsrsrs
Muito boa tarde!

Muito Bom DIa