Pular para o conteúdo principal

Flores nos cabelos

Na primavera minha mãe usava gardênias no cabelo. Quando vinha ao nosso quarto para nos dar um beijo de boa-noite, a flor refulgia como uma jóia branca roubada da estufa de um rei.

Ver  uma mulher levantar os braços e colocar uma flor nos cachos de seu cabelo ainda é  para mim um gesto de indiscritivel beleza.


Este pequeno texto é do livro "O príncipe das marés" do autor Pat Conroy

Comentários

céline disse…
I like it and I love her dress ;-)
KINHA disse…
Olá Maria Cininha

Duas pérolas maravilhosas, seu trabalho e o texto de Conroy. LINDOS!!!
Estou aguardando o seu envio.

Bjoooooooooooooo.............

http://amigadamoda.blogspot.com
Flores atrás da orelha tb...lindoooo..aiaiai..de uma beleza ímpar..beijos nostálgicos.
rossichka disse…
How stylish! A nice quotation... The translator helped me to understand!
jeito simples disse…
Boa tarde Fada!
Fico aqui imaginando o gesto de sua Mãe...que lembrança linda e doce.
Como nossa alma agradeçe as doces recordações!
Bjo.
Elayne disse…
Mariacininha,
Parabéns, seu trabalho é encantador!
Kélcia disse…
Me encantei com seu trabalho.Adoro colagens e sempre incentivo meus alunos a fazerem a suas. Parabéns!
Te add aos meus favoritos.
beijos
antòniu disse…
Um texto muito lindo... eu lembro com grande força, quando minha mae ao meu quarto para me dar o beijo de boa-noite (quizais, eu, com poucos meses de idade).
Gosto moito dos seus originais trabalhos. Parabéns
Clara disse…
adoro flores no cabelo! Mas preciso dizer, adorei o modelito da moça de papel. =)

Beijoss
Deia Godoy disse…
quanta delicadeza de palavras e de imagem... Lindo !
Bjks da Déia
Mayana Bonilha disse…
Que trabalho lindo, estou encantada com tamanha delicadeza...

Quero colocar lá no meu blog, topa ???

beijinhus, Mayana

baonilha.blogspot.com
Parabéns pelo trabalho e bom gosto na escolha dos textos!
Mariacininha disse…
Adorei os comentários. Obrigado a todos.
nidia disse…
assolutamente delizioso! :-)

Postagens mais visitadas deste blog

7 de janeiro dia do Leitor

Hoje é dia do leitor. E, nós independente dos livros somos leitores da vida, das relações humanas, da natureza. Recentemente desenvolvemos outra forma de leitura, a virtual. Quando ocorre a empatia, a aproximação, mesmo de longe aprendemos a ler o outro, a sentir... Descobrimos importâncias e desimportâncias. Descobrimos afetos, amor, amizade, admiração ou nos descobrimos tendo apenas a função de um acessório. Descobrimos, artimanhas, manobras, inveja, a maldade e a vaidade a toda prova. Em compensação descobrimos pares, e amizades que se materializam no real.Temos uma vida dois, igual a real, na tela do computador, e por isso dia a dia temos que desenvolver mais uma forma de leitura.
Amo esse texto do Mia Couto que fala sobre o leitor. No dia do leitor... Não Sabemos Ler o Mundo
Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sina…

Contém Maria

Estava indo tudo bem, até eu descobrir que as Marias ficariam encantadoras em caderninhos tipo Moleskine. Ganharam complementos, que extrapolam o tamanho do caderninho. Mas, esta é a intenção, ficar no espaço, ganhar asas e também deixar entrar o que chegar... Mas, e agora como guardar sem estragar, sem amassar? Simples, ganhou uma caixa. E assim, de simples em simples eu complico. Rsrsrs
Muito boa tarde!

Muito Bom DIa