Pular para o conteúdo principal

Tem uma coruja na minha sala


Embora  more em um prédio de apartamento em São Paulo, me sinto privilegiada pois é um lugar que tem muito verde e por conseqüência muitos passarinhos. Divido meu espaço com Maitacas, Bem te vis, sábias e gaviões, que vejo frequentemente da janela da  minha sala, atravessando o céu com seus gritos de alertas.
 Dentro de casa porém a partir desta semana mora esta coruja super colorida, que fiz em um prato de madeira.
A colagem tem estas possibilidades, de contar pequenas histórias em uma folha de papel, de enfeitar uma caixa ou uma sacola de presentes, de decorar a mesa de aniversário, ou porta de maternidade, de fazer um quadrinho com carinho para uma grande amiga, de arrumar buracos em uma cúpula de abajur, de fazer imãs incríveis para 
geladeira... etc, etc, etc.
Basta para isso papel, tesoura, cola, olhos de menina (o) e constância. 

Comentários

oi Cininha

Que linda sua coruja!!
ah, vim do blog da minha querida amiga Norma, e já estou te seguindo!!!!!!

bjusss
Regina disse…
Eu tenho papel, tesoura, cola, de vez em quando libero meus olhos de menina, acho que me falta constância...

Vou corrigir o título dessa sua postagem - "Tem uma linda coruja na minha sala" :)
Morar em São Paulo, em um lugar assim é um grande privilégio...amo pássaros...sempre que eles aparecem em minha vida é sinal de bons acontecimentos...principalmente pombinhas...

Ficou linda essa colagem, uma coruja alegre, feliz, colorida. Linda!

Um dia cheio de luz e energias boas,querida...
Liz
Betty Gaeta disse…
Oi Cininha,
Sua coruja está linda, bem mais bonita que as minhas, que fizeram ninho em um terreno baldio ao lado de minha casa e dão corres em quem tenta entrar no meu quintal.
Bjkas e uma 5ª-feira maravilhosa para vc.

www.gosto-disto.com
jeito simples disse…
De fato, tenho que concordar com a Regina. Vamos invadir seu bloguer e trocar o nome da postagem..rsrsrsr
LINDA DEMAIS DA CONTA, como dizem os mineiros. Vou sugerir um nome para ela ( intrometida, eu...rsrs). Poderia chamá-la de Íris, que achas???
Bjos
jeito simples disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Celi Dias disse…
Amo seus trabalhos...E como não poderia deixar de ser...Sua coruja está linda demais...Adoro corujas...Bjs...bjs...
Ah! corujinha linda,pudesse eu ter esse talento e vc moraria na minha sala tb...beijos admiradores.
Eliziane disse…
Parabéns pela linda Coruja! Minha casa aqui em Curitiba é cheia delas, pois meu marido coleciona e os amigos trazem de todos os cantos do mundo! Visitarei mais seu espaço.
Bjs,

Eliziane
www.genuinoblogdaeli.blogspot.com
Olá Cininha,
Adorei tua corujinha! Que lindo trabalho. És muito criativa, hein menina? Ficou um encanto na parede.
Amei teu blog e já a estou seguindo. Se quiser retribuir, conheça o meu recanto e, se gostar, siga-me e deixe um comentário para mim, ok? Ficarei muito feliz em vê-la por lá.
Um grande beijo e um ótimo domingo.
Maria Paraguassu.
rossichka disse…
Oh, Maria, this is the most cheerful owl I've seen! I like the blossoms, too. What a nice idea to use the dish for such an art piece!:)
Oi querida, me apaixonei por esta simpática corujinha! Estou louca para você conhecer meu ateliê -super visitado por maritacas, sabiás, bem-te-vis, sanhaços e outros. Quando você vem, hein???
beijus, JACI
Oi linda! vamos ver então se tomamos um café no domingo final da tarde, ok? já mandei email procê!

Postagens mais visitadas deste blog

Contém Maria

Estava indo tudo bem, até eu descobrir que as Marias ficariam encantadoras em caderninhos tipo Moleskine. Ganharam complementos, que extrapolam o tamanho do caderninho. Mas, esta é a intenção, ficar no espaço, ganhar asas e também deixar entrar o que chegar... Mas, e agora como guardar sem estragar, sem amassar? Simples, ganhou uma caixa. E assim, de simples em simples eu complico. Rsrsrs
Muito boa tarde!

7 de janeiro dia do Leitor

Hoje é dia do leitor. E, nós independente dos livros somos leitores da vida, das relações humanas, da natureza. Recentemente desenvolvemos outra forma de leitura, a virtual. Quando ocorre a empatia, a aproximação, mesmo de longe aprendemos a ler o outro, a sentir... Descobrimos importâncias e desimportâncias. Descobrimos afetos, amor, amizade, admiração ou nos descobrimos tendo apenas a função de um acessório. Descobrimos, artimanhas, manobras, inveja, a maldade e a vaidade a toda prova. Em compensação descobrimos pares, e amizades que se materializam no real.Temos uma vida dois, igual a real, na tela do computador, e por isso dia a dia temos que desenvolver mais uma forma de leitura.
Amo esse texto do Mia Couto que fala sobre o leitor. No dia do leitor... Não Sabemos Ler o Mundo
Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sina…

Muito Bom DIa