Pular para o conteúdo principal

Sujeito Natalino 2


Comentários

jeito simples disse…
Cores, formas, texturas, expressões e beleza, que juntas nos encantam a cada encontro, e sempre nos leva a sonhar...
Coisa de Fada.
;)
Nossa! voce sempre se supera, Cininha! este está demais mágico! eu adoro magia, voce sabe! parece uma maga, uma fada, uma borboleta anjo...nossa...lindo demais!!! e essa luz deu um brilho mais especial ainda. Ficou demais!

Beijos, querida!
Betty Gaeta disse…
Oi Cininha,
Este novo sujeito natalino está mais alegre! Amei!
Beijos 1000 e uma 3ª-feira maravilhosa para vc.

www.gosto-disto.com
Varal das Artes disse…
sou sua fã. amo seus trabalhos. Um beijo
Karin Montone
Anna B. disse…
CHE MERAVIGLIA!
Linda...linda....mágico...beijos tietes.
Myrian disse…
Querida Maria Cininha,
Fiquei uns dias sem passar por aqui.
Estava em Friburgo e lá a internet é muito difícil.
Mas hoje, recuperei tudo que havia perdido, isto é, seus mais novos posts: dois trabalhos tão lindos!
Imagino você como as suas fadinhas:
meiga e doce.
Beijos.
Menina no Sotão disse…
Ai, pronto. Gostei mais desse sujeito que do outro. Os dois são lindos, mas esse tem asas... rs

bacio

Postagens mais visitadas deste blog

Contém Maria

Estava indo tudo bem, até eu descobrir que as Marias ficariam encantadoras em caderninhos tipo Moleskine. Ganharam complementos, que extrapolam o tamanho do caderninho. Mas, esta é a intenção, ficar no espaço, ganhar asas e também deixar entrar o que chegar... Mas, e agora como guardar sem estragar, sem amassar? Simples, ganhou uma caixa. E assim, de simples em simples eu complico. Rsrsrs
Muito boa tarde!

7 de janeiro dia do Leitor

Hoje é dia do leitor. E, nós independente dos livros somos leitores da vida, das relações humanas, da natureza. Recentemente desenvolvemos outra forma de leitura, a virtual. Quando ocorre a empatia, a aproximação, mesmo de longe aprendemos a ler o outro, a sentir... Descobrimos importâncias e desimportâncias. Descobrimos afetos, amor, amizade, admiração ou nos descobrimos tendo apenas a função de um acessório. Descobrimos, artimanhas, manobras, inveja, a maldade e a vaidade a toda prova. Em compensação descobrimos pares, e amizades que se materializam no real.Temos uma vida dois, igual a real, na tela do computador, e por isso dia a dia temos que desenvolver mais uma forma de leitura.
Amo esse texto do Mia Couto que fala sobre o leitor. No dia do leitor... Não Sabemos Ler o Mundo
Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sina…

Muito Bom DIa