Pular para o conteúdo principal

Meu querido menino, não me canso de pedir que a sua criancice seja eterna

Click to play this Smilebox slideshow
Create your own slideshow - Powered by Smilebox
Free slideshow design customized with Smilebox

Comentários

Maria Claudia disse…
Adorei o vídeo Maria Cininha...as fotos lindas, a musiquinha deliciosa e todos os adjetivos....hehehe...Bárbaro!!!
Myrian disse…
Cininha,
Fiquei encantada!
Seu filho é lindo!
Me lembrou muito meu neto que tem 5 anos.
Outra coisa: não conheço o papai, mas acho que puxou à mamãe em belezura...
Beijos.
Lu Guedes disse…
Adorei o vídeo. Tão bom ver uma criança de verdade porque ultimamente as crianças são adultos em miniaturas e isso me assusta. rs

bacio
Mariacininha disse…
Obrigado Myrian por ter me achado tão nova que me confundiu com a mãe do Ravi. Não sou avó. Sou eu que estou com ele no colo, mas ele é meu neto.
Beijos
rossichka disse…
Dear Maria, is this your son? He's adorable, loving, charming and very artistic! A lovely film, made (and drawn!) with love!:)))
Regina disse…
Que lindo Maria Cininha. Ter uma avó como você deve ser algo delicioso.
Seu netinho é muito fofo :)
Mariacininha disse…
Rossichka How do you cut a new form, create a new Mary, watering the garden, looking at the birds, playing with the dog, look at the shadows on the ground. Thanks for the comments on my blog, and the boy in my lap there in the photo album is my grandson.

Postagens mais visitadas deste blog

Contém Maria

Estava indo tudo bem, até eu descobrir que as Marias ficariam encantadoras em caderninhos tipo Moleskine. Ganharam complementos, que extrapolam o tamanho do caderninho. Mas, esta é a intenção, ficar no espaço, ganhar asas e também deixar entrar o que chegar... Mas, e agora como guardar sem estragar, sem amassar? Simples, ganhou uma caixa. E assim, de simples em simples eu complico. Rsrsrs
Muito boa tarde!

7 de janeiro dia do Leitor

Hoje é dia do leitor. E, nós independente dos livros somos leitores da vida, das relações humanas, da natureza. Recentemente desenvolvemos outra forma de leitura, a virtual. Quando ocorre a empatia, a aproximação, mesmo de longe aprendemos a ler o outro, a sentir... Descobrimos importâncias e desimportâncias. Descobrimos afetos, amor, amizade, admiração ou nos descobrimos tendo apenas a função de um acessório. Descobrimos, artimanhas, manobras, inveja, a maldade e a vaidade a toda prova. Em compensação descobrimos pares, e amizades que se materializam no real.Temos uma vida dois, igual a real, na tela do computador, e por isso dia a dia temos que desenvolver mais uma forma de leitura.
Amo esse texto do Mia Couto que fala sobre o leitor. No dia do leitor... Não Sabemos Ler o Mundo
Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sina…

Muito Bom DIa