Pular para o conteúdo principal

Atos delicados



Ontem foi a despedida da Dora   babá do meu neto Ravi. Ela por quase 5 anos cuidou com todo carinho e amor do nosso menino e fez parte da nossa família. Agora com 67 anos esta cansada e vai viver uma nova etapa da sua vida. Foi uma festa bonita, um almoço que reuniu a família do Ravi, pais, avós, tios e amigos e a família da Dora, filhos, netos e bisnetos. Parabéns a minha filha Gabriela e ao meu genro Marcelo, pelo carinho e respeito, poucas vezes estas relações  terminam assim.
Eu vou sentir falta Dora das nossas conversas, do seu café, das nossas aventuras juntas. Você agora e parte da nossa história e eterna em nosso coração.

Comentários

Tina Bau Couto disse…
Linda história e nota dez para sua filha, seu genro, vc que compartilhou conosco :)
O Júlio na flauta, a bicharada no vocal e todos em um só coral pela amizade, parceria e gratidão \o/
Neusa Medrado disse…
Que bacana!!!
Neusa Medrado
jeito simples disse…
Muitas felicidades pra a Dora nesta nova trajetória!
Todos certamente sentirão falta de sua companhia, mas o pequeno Ravi
será o chefe do fã clube da saudade!
Isto no nariz dele, seria uma " medalha" de bom comportamento?! ;)
Margarete Aguiar disse…
Muito legal isso, dando um exemplo de que mais do que gratos, todos demonstraram a gratidão com essa festa de despedida com todos reunidos.

Postagens mais visitadas deste blog

Contém Maria

Estava indo tudo bem, até eu descobrir que as Marias ficariam encantadoras em caderninhos tipo Moleskine. Ganharam complementos, que extrapolam o tamanho do caderninho. Mas, esta é a intenção, ficar no espaço, ganhar asas e também deixar entrar o que chegar... Mas, e agora como guardar sem estragar, sem amassar? Simples, ganhou uma caixa. E assim, de simples em simples eu complico. Rsrsrs
Muito boa tarde!

7 de janeiro dia do Leitor

Hoje é dia do leitor. E, nós independente dos livros somos leitores da vida, das relações humanas, da natureza. Recentemente desenvolvemos outra forma de leitura, a virtual. Quando ocorre a empatia, a aproximação, mesmo de longe aprendemos a ler o outro, a sentir... Descobrimos importâncias e desimportâncias. Descobrimos afetos, amor, amizade, admiração ou nos descobrimos tendo apenas a função de um acessório. Descobrimos, artimanhas, manobras, inveja, a maldade e a vaidade a toda prova. Em compensação descobrimos pares, e amizades que se materializam no real.Temos uma vida dois, igual a real, na tela do computador, e por isso dia a dia temos que desenvolver mais uma forma de leitura.
Amo esse texto do Mia Couto que fala sobre o leitor. No dia do leitor... Não Sabemos Ler o Mundo
Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sina…

Muito Bom DIa