Pular para o conteúdo principal

Maria Pantone Preto

O preto é a cor da jabuticaba, da ausência, do eterno calar.
O preto é a cor do Reino de Cronos, da desesperança, do blackout.
O preto é a cor da técnica, da noite, do pneu e do feijão.
O preto é a cor do oculto, da magia e da melancolia.
O preto é a cor da magia negra, da missa negra e do Reino de Saturno.
O preto é a cor do bicho-papão, da ovelha negra e do lobo mau.
O preto é a cor nuvem negra, mau-olhado, do mal humor e do fixa suja.
O preto é a cor do pé-frio, do gato negro e da Idade Média.
O preto é a cor da elegância, do smoking e de Coco Chanel.
O preto é a cor do existencialismo, de Paul Sartre e do punk.
O preto é a cor do Beatniks, do movimento Black is Beautiful,  e da lista negra.
O preto é a cor do duro, do pesado e das asas do morcego.
O preto é a cor dos designers, do Ford e da cartola do mágico.
O preto é a cor do secreto, do cisne negro, a cor dos olhos que  eu amo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

7 de janeiro dia do Leitor

Hoje é dia do leitor. E, nós independente dos livros somos leitores da vida, das relações humanas, da natureza. Recentemente desenvolvemos outra forma de leitura, a virtual. Quando ocorre a empatia, a aproximação, mesmo de longe aprendemos a ler o outro, a sentir... Descobrimos importâncias e desimportâncias. Descobrimos afetos, amor, amizade, admiração ou nos descobrimos tendo apenas a função de um acessório. Descobrimos, artimanhas, manobras, inveja, a maldade e a vaidade a toda prova. Em compensação descobrimos pares, e amizades que se materializam no real.Temos uma vida dois, igual a real, na tela do computador, e por isso dia a dia temos que desenvolver mais uma forma de leitura.
Amo esse texto do Mia Couto que fala sobre o leitor. No dia do leitor... Não Sabemos Ler o Mundo
Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sina…

Contém Maria

Estava indo tudo bem, até eu descobrir que as Marias ficariam encantadoras em caderninhos tipo Moleskine. Ganharam complementos, que extrapolam o tamanho do caderninho. Mas, esta é a intenção, ficar no espaço, ganhar asas e também deixar entrar o que chegar... Mas, e agora como guardar sem estragar, sem amassar? Simples, ganhou uma caixa. E assim, de simples em simples eu complico. Rsrsrs
Muito boa tarde!

Muito Bom DIa