Pular para o conteúdo principal

O ano novo!

Esta Maria é adepta da filosofia Budista. Faz meditação em frente a querida imagem de Iemanjá, que é adornada com flores e com um terço – de contas de cristal – que ela trouxe quando visitou o Vaticano. Ao som de uma música Zen, traz nos olhos ainda o brilho dos fogos de artifício da noite de Réveillon.
No mais continua com seus pequenos rituais diários, como ter uma coruja verde e um elefante amarelo com o rabo virado para porta principal da casa e uma medalhinha de nossa Senhora das Graças no pescoço. Também tem um nariz de palhaço pois sabe que este ano tem eleição. Toma café em uma xícara dourada e enfeita a casa só com flores amarelas. Tudo isso para não ter muitas incertezas quanto ao novo ano. Boa sorte Maria. 

Comentários

Tati Galiano disse…
Feliz Año querida Maria Cininha a ti tus preciosas Marías, siempre bellas y poéticas!.
Un gran abrazo!!

Postagens mais visitadas deste blog

7 de janeiro dia do Leitor

Hoje é dia do leitor. E, nós independente dos livros somos leitores da vida, das relações humanas, da natureza. Recentemente desenvolvemos outra forma de leitura, a virtual. Quando ocorre a empatia, a aproximação, mesmo de longe aprendemos a ler o outro, a sentir... Descobrimos importâncias e desimportâncias. Descobrimos afetos, amor, amizade, admiração ou nos descobrimos tendo apenas a função de um acessório. Descobrimos, artimanhas, manobras, inveja, a maldade e a vaidade a toda prova. Em compensação descobrimos pares, e amizades que se materializam no real.Temos uma vida dois, igual a real, na tela do computador, e por isso dia a dia temos que desenvolver mais uma forma de leitura.
Amo esse texto do Mia Couto que fala sobre o leitor. No dia do leitor... Não Sabemos Ler o Mundo
Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sina…

Contém Maria

Estava indo tudo bem, até eu descobrir que as Marias ficariam encantadoras em caderninhos tipo Moleskine. Ganharam complementos, que extrapolam o tamanho do caderninho. Mas, esta é a intenção, ficar no espaço, ganhar asas e também deixar entrar o que chegar... Mas, e agora como guardar sem estragar, sem amassar? Simples, ganhou uma caixa. E assim, de simples em simples eu complico. Rsrsrs
Muito boa tarde!

Muito Bom DIa