Pular para o conteúdo principal

Outro dia, alguém disse que formamos um par divinal... eu com as Marias e ele com sua poesia... Fique tão prosa!


"Maria me socorreu. Tristeza me engasgava. Eu quis me despistar de mim. Maria voltou de uma palavra que ia escrever em seu livro, ainda indecisa, a por maços de raízes de hálito em meus braços. Perguntei se ela trança chuva. Mostrou como se faz. E o que é colmeia? Mostrou-me abelha rainha grafando com favo um verso derramado. E este relâmpago flechado em meu peito, Maria? Ela arremessou o seu coração na frente. Sobre o amor, quase nem perguntei. Ela tapou os meus ouvidos e boca com os cabelos recém banhados em tinas de sol. No lugar de música, despejou flores em minha voz. Atravessava-me de calmaria. Como eu posso não amar, até a eternidade virar gente, uma mulher assim?"   Fernando Coelho - Poeta do arrebatamento... 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

7 de janeiro dia do Leitor

Hoje é dia do leitor. E, nós independente dos livros somos leitores da vida, das relações humanas, da natureza. Recentemente desenvolvemos outra forma de leitura, a virtual. Quando ocorre a empatia, a aproximação, mesmo de longe aprendemos a ler o outro, a sentir... Descobrimos importâncias e desimportâncias. Descobrimos afetos, amor, amizade, admiração ou nos descobrimos tendo apenas a função de um acessório. Descobrimos, artimanhas, manobras, inveja, a maldade e a vaidade a toda prova. Em compensação descobrimos pares, e amizades que se materializam no real.Temos uma vida dois, igual a real, na tela do computador, e por isso dia a dia temos que desenvolver mais uma forma de leitura.
Amo esse texto do Mia Couto que fala sobre o leitor. No dia do leitor... Não Sabemos Ler o Mundo
Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sina…

Muito Bom DIa

Contém Maria

Estava indo tudo bem, até eu descobrir que as Marias ficariam encantadoras em caderninhos tipo Moleskine. Ganharam complementos, que extrapolam o tamanho do caderninho. Mas, esta é a intenção, ficar no espaço, ganhar asas e também deixar entrar o que chegar... Mas, e agora como guardar sem estragar, sem amassar? Simples, ganhou uma caixa. E assim, de simples em simples eu complico. Rsrsrs
Muito boa tarde!