Soube que era você...




Soube que era você, quando descobri que respira à maneira das árvores com uma amplidão que o torna um ser aéreo, um passarinho, uma nuvem. Raro por essa respiração, que se casa com o mundo numa fluidez que raramente os humanos alcançam... e espalha beleza e enfeita as vidas alheias, com a generosidade própria dos seres aéreos... um passarinho, uma nuvem. 
Boa noite... 

Comentários

Postagens mais visitadas