Vestigio de uma história...



Maria não toca nenhum instrumento musical, mas já teve um acordeon quando, menina. Vermelho com oitenta baixos. Era o sonho do pai, mas não era o destino de Maria. Hoje, se lamenta, queria tocar qualquer instrumento, flauta, oboé, flajolé, piano, pandeiro ou berimbau. Entretanto, Maria toca o vento, como ovelha no pasto. Manda levar abraço, beijo seco e molhado... Vai no passado buscar lembranças, vai no futuro realizar sonhos... traz notícias, recados, cheiros, segredos e murmúrios. Espalha as folhas e confunde as ideias. Maria às vezes sente saudade dos seu acordeon.

Comentários

Postagens mais visitadas